Search
  • Ray

Carta Aberta Aos Navegantes

“E eu sabia que haveria momentos que eu sentiria falta E eu sabia que haveria espaços que eu não conseguiria preencher E eu sabia que eu falharia de um bilhão de jeitos diferentes Como eu fiz Como eu faço E farei” - So Big/So Small, Dear Evan Hansen Mais ou menos há um ano, eu criei o canal. Era o começo da pandemia, eu havia começado um (novo) tratamento de saúde depois de meses de crises terríveis, e tinha acabado de ser o meu aniversário Eu não lembro porque eu comecei a fazer os vídeos, muito menos a postá-los. Eu nem mesmo contei para ninguém que os vídeos ou o canal existiam até o sexto deles. Eu não sabia exatamente o que eu estava fazendo - eu não entendia nada de audiovisual, eu sempre fui inepta em mídias sociais desde que algumas experiências com stalkers na adolescência me deixaram com um medo absurdo de publicar qualquer coisa pessoal na internet. Não existia nada que justificasse eu falar sobre RPG. Não havia nada que justificasse *eu* falar sobre RPG. Ainda sim, de alguma forma, o canal nasceu. Pelo encorajamento de pessoas ao meu redor que achavam que as coisas que eu conversava com elas sobre RPG e mídia eram interessantes. E vocês concordaram. De algum jeito que eu ainda fico engasgada em pensar, vocês acharam que sim. Que valia a pena falar de RPG de jeitos diferentes, que ter a relação que eu tinha com RPG não era absurdo, ou ridículo, ou errado. E isso fez de mim uma pessoa melhor. Vocês fizeram de mim uma pessoa melhor, restauraram minha esperança nos outros, e fizeram de mim uma pessoa mais feliz. Por causa do Farol, por causa de vocês, eu me forcei a aprender uma quantidade imensa de tópicos. Eu aprendi a me organizar, porque para conseguir gravar os vídeos como eu queria, como eu achava que vocês mereciam, tinha muita coisa envolvida. E eu tentei aprender cada uma delas. E quando eu perdia uma noite inteira de gravação porque em algum momento o microfone teve um problema e parou de gravar, eu respirava fundo, e me preparava para gravar de novo no dia seguinte. Vocês me fizeram mais adulta, mais resiliente. Ao mesmo tempo, vocês me fizeram mais paciente com os meus erros. Como na citação inicial, começando a produzir conteúdo sem qualquer background, eu sabia que eu estava fadada a fazer papel de tola. Várias e várias vezes. O que eu fiz, faço, e vou continuar fazendo. Mas vocês sempre foram gentis comigo. As pessoas me avisaram sobre trolls online, mas é um dos meus maiores orgulhos é a sessão se comentários do canal. Dê uma olhada; é um paraíso de comentários articulados, eloquentes, me ensinando coisas, trazendo coisas para a discussão, fazendo comentários pertinentes. Vocês são uma lição para quem acha que não dá para discutir temas complexos e pesados com a nerdosfera, porque vocês sempre superam as minhas expectativas. E mais; quando eu falo besteira, quando eu tenho que voltar atrás em coisas que eu disse, quando eu falo coisas que vocês não concordam, vocês SEMPRE me deixaram saber com compreensão, paciência, apontando meus equívocos com gentileza e me ajudando. Vocês são incríveis. Vocês não tem nem ideia de quantas vezes eu me encolhi de medo antes de postar algo, e vocês me juntaram encolhida do chão e disseram “Ray, tá tudo bem”. Eu não estou sendo exagerada quando eu digo que essa não é uma reação à qual eu estou necessariamente acostumada. Eu acho que hoje em dia não são muitos de nós que podem dizer que conhecem ambientes extremamente acolhedores e compreensivos. E vocês me fizeram uma pessoa mais feliz. Trabalhar nos vídeos, escalar as montanhas para aprender a gravar, a editar, a tratar áudio, a jogar online, a fazer stream, a fazer evento, tudo , foi a minha corda de salvação num período difícil. O meu FAROL, por assim dizer. (que falta que faz poder editar um sonzinho engraçado de piada aqui) Além disso, eu conheci outras pessoas, outras perspectivas, e aprendi mais sobre RPG do que nunca antes. Em parte por causa da riqueza de vozes que já existe no cenário nacional - nós somos um cenário extremamente rico e diverso, e por mim isso só cresce e cresce. Por casa mestre incrível que eu conheci, por cada parceiro de jogo que me marcou e me ensinou, por cada personagem que eu criei, por cada RPG que eu conheci, por cada nova ideia que eu pude explorar eu tenho que dizer para vocês: muito obrigada. E é isso. Eu sempre digo que é uma honra e um prazer produzir conteúdo para vocês. E por mais que eu tenha sido socializada para ser uma princesinha em um salão, essas palavras são absolutamente literais. Eu tenho muitas pessoas na minha vida que me são caras e importantes, mas elas não me dão o que vocês me dão. Um espaço para conversar sobre RPG como arte e mídia. Essa é objetivamente a minha maior paixão. E vocês fazem isso por mim. Vocês me dão esse espaço para eu professar as minhas insensatezes empolgadamente. Vestida de gato, ou de princesa, ou de pirata, falando de antropologia, de teatro, de história, de game design. Poder fazer o que você gosta de deixa incrivelmente feliz. E eu posso graças a vocês. Obrigada, navegantes. Muito obrigada.





34 views1 comment

Recent Posts

See All